PÁGINAS

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Gozo de mim

Gozo de mim
 
No acaso raso de meu conforto lúcido
Capturo selvagem desespero candente
De ser quem fui e não serei para sempre
Interajo com medo descendente
Diante da orla de gratidão do que tornei em mim

Ser contido, frágil, limitado
Torna-me pleno, sereno e ágil nas minhas inquietudes
Por que sou o que sou
Nada mais que isso
Aqui! Em pleno gozo de mim

23/11/2016


Nenhum comentário: